A influência do orçamento na atribuição de projetos e no planeamento

O setor da construção trabalha através de projetos. Um projeto pode ser definido como a atividade de criar algo único. Ou seja, atividades que sejam realizadas de forma rotineira nunca serão consideradas projetos. Também podemos considerar o projeto algo que deve ser elaborado progressivamente e separado em fases. Esta separação progressiva é vantajosa porque permite controlar e acompanhar cada uma das fases, de forma a garantir que nada falha.

Sendo assim, podemos separar um projeto de construção em três fases essenciais: planeamento, construção e inspeção, as quais podem ser subdivididas em vários fatores. O orçamento, que consiste no cálculo do investimento necessário para executar uma obra, é a componente principal da fase de planeamento. Quanto mais detalhado for um orçamento, mais fácil será a sua aplicação e mais próxima estará a estimativa do custo real.

Um bom orçamento será capaz de evitar surpresas, aumentar a competitividade, antecipar situações desfavoráveis, agilizar o processo de decisão e aumentar o controlo sobre a obra. Resumidamente, durante a realização de um orçamento deverão ser definidos custos, qualidade, segurança e sustentabilidade tendo em conta fatores como prazos, desempenho das equipas e produtividade dos trabalhadores.

Para que um projeto seja atribuído, primeiro será necessário lançar um concurso de forma a obter e avaliar as propostas mais competitivas. Para que sejam emitidos orçamentos competitivos será necessário analisar a viabilidade económica e as quantidades de materiais, serviços e mão-de-obra com o objetivo de controlar a execução do projeto até ao último detalhe. Ou seja, para ser o mais competitivo possível, o preço final proposto não deve ser baixo ao ponto de não permitir lucro, nem demasiado alto tendo em conta as margens de lucro.

Em conclusão, no planeamento orçamentário devem estar contidas todas as fases de um projeto de forma a atingir as metas estipuladas e a garantir maiores probabilidades de ultrapassar a concorrência, alcançando desta forma os objetivos e resultados esperados. Depois de realizada uma orçamentação precisa será necessário o acompanhamento e controlo semanal ou até diário das atividades de forma a comparar o previsto com o realizado para poder corrigir ou alterar certas situações, com o objetivo final de assegurar o cumprimento dos prazos e custos.

Autor: André Costa

Subscrever Newsletter

"Sim! Quero receber notícias que me vão ajudar a aumentar a produtividade da minha empresa."

Subscreveu com sucesso a nossa newsletter!